PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

Facebook Siga o nosso canal Youtube Contacte-nos

A solidariedade está em cada um de nós

A solidariedade está em cada um de nós

Abundância ou privação? O equilíbrio das famílias passa por valorizar o pouco que se tem, e desse pouco saber fazer muito. Nos momentos de crise sente-se mais a solidariedade, mas é preciso ensinar a ser solidário, ensinar a que cada um saiba sair de si mesmo para ir ao encontro do outro. Não é assim também no casamento e na construção da família?

O desafio é então da tempestade saber fazer a bonança, descobrindo o amor na partilha. E assim se exprime a extraordinária misericórdia de Deus para com o Homem carecido de tudo.

Continuar... A solidariedade está em cada um de nós

Não se leva a faca à boca

Não se leva a faca à bocaDurante o tempo de férias, conseguimos estar mais tempo e de uma forma mais descontraída com os nossos filhos, sobrinhos, afilhados e até netos. É um tempo que normalmente aproveitamos para estreitar laços familiares, revendo-nos e muitas vezes surgem expressões como "estás mais alto", ou "que diferente estás!" e "que alegria em que passes estes dias de férias connosco".

Felizes daqueles que podem passar uns dias de férias com os pais e avós, porque guardarão nas suas memórias os momentos de partilha, de diálogo e de confronto com outras maneiras de estar e sentir, o que contribui para o crescimento dos nossos jovens.

Continuar... Não se leva a faca à boca

Mensagens de Ano Novo

Mensagens de Ano NovoO Sector da Pastoral Familiar analisa hoje as várias mensagens de Ano Novo - Bento XVI, Cardeal-Patriarca e Presidente da República - que nos chegaram pela comunicação social. É essencial reflectirmos sobre estas mensagens, dada a importância dos seus conteúdos no reconhecimento do papel da família na construção de um mundo melhor.

Vivemos o Natal, cujo Tempo Litúrgico termina hoje com a Festa do Baptismo do Senhor, mas foi grande o ruído da Leopoldina, Popota e outras personagens que animaram as campanhas publicitárias das cadeias de supermercados. Em detrimento do Presépio, ganham relevância pública outras personagens, imaginadas, criadas e propostas apenas com o objectivo de induzir a comprar. E com a agressividade suficiente para atingir o imaginário das crianças, moldar comportamentos e criar novas necessidades.

Continuar... Mensagens de Ano Novo

Próximos eventos

No events