PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos
Familiarmente de Dezembro de 2018
Advento, tempo de espera de preparação para o acolhimento da nova vida e a celebração do primeiro Natal
Oração em Família
Viver o Advento
Encontro de formação para agentes de preparação para o Batismo
Inscrições abertas! Participe!
Programa do Sector da Pastoral Familiar para o ano pastoral 2018-2019
“Viver a liturgia como lugar do encontro com Deus, com a comunidade cristã e com a igreja doméstica” (CS 47)
Amoris Laetitia (A Alegria do Amor)
Exortação apostólica pós-sinodal

O presente texto explicita todo o ensinamento católico sobre sexualidade, matrimónio e família, cuja fonte provém do conhecimento fundamental da pessoa de Jesus. Esta catequese oferece uma narrativa iniciada com a criação, e de modo peculiar, a perceção da queda (original) e os desafios que enfrentamos. Contudo, enfatizando-se o plano de salvação divino. O amor é a nossa missão, e ao amarmos Deus e uns aos outros nos tornamos plenamente livres.

O Concílio Vaticano II afirma que cada família é uma igreja doméstica, uma pequena célula da Igreja Universal. Esta catequese pretende responder a tais questões sobre a família. A todos encorajamos o estudo do presente texto, particularmente nas paróquias, discutindo-o com os irmãos, e que se reze para perceber como a Igreja pode servir às famílias e como as famílias podem servir à Igreja.

A família e a Igreja são mutuamente dependentes. Nesta catequese tentamos apresentar o ensinamento católico de forma revigorante, iluminadora e acessível aos católicos da contemporaneidade e a todas as pessoas de boa vontade. Parafraseando Santo Agostinho em suas Confissões, Deus é o sempre antigo e o sempre novo.

Esperamos que esta catequese confirme, em todos, a beleza e a coerência do ensinamento católico, que é sublime, de venerável sabedoria e fonte verdadeira de renovação em cada época, inclusive a nossa.

Ansiamos por nosso encontro com pessoas de todo o mundo na Filadélfia. Enquanto preparamo-nos para este evento, suplicamos de forma particular a intercessão da Virgem Maria e de São José, receptáculos do Espírito Santo e patronos de todas as famílias.

Dom Charles J. Chaput, O.FM. Cap., DD.
Arcebispo da Filadélfia

Dom Vincenzo Paglia
Presidente do Pontifício Conselho para a Família

Introdução

A Igreja professa a existência de Deus e seu amor por nós. Fazemos esta afirmação, pois nos encontramos com Jesus e Nele confiamos. Esta confiança nos capacita a uma relação na qual o plano de Deus para a toda criação é revelado e descoberto. Confiantes em seu plano, tornamo-nos capazes de proclamar que cada um e todos os seres humanos foram criados à imagem de Deus. Acreditamos que Deus nos cria com um propósito e para uma missão.

Acreditamos que em Jesus, Deus se fez homem. Acreditamos que em Jesus, Deus convida e conclama o mundo todo a conhecê-lo e a viver como povo da aliança na Igreja. Acreditamos que o amor de Deus é visível e manifesto nesta aliança, que revela que Deus é fiel até mesmo na morte, apesar de nossas infidelidades e pecados. Acreditamos que Jesus sofreu, morreu e ressuscitou dos mortos, confirmando o poder e a fidelidade de Deus, dando-nos a confiança de que Seu caminho é o verdadeiro. Confiamos que, enquanto povo de sua aliança, Jesus está agora presente connosco de forma sacramental, e, por fim, compartilharemos sua vitória e comunhão celestial.

Sustentados pelo Espírito Santo e pelos sacramentos da Igreja, buscamos esta comunhão, nosso destino final, prometida por Jesus. Acreditamos que todos os aspetos de nossas vidas – incluindo nossa sexualidade, fecundidade e vida familiar – constituem parte dessa missão para viver e amar como Jesus nos ensinou. Acreditamos que no sacramento da Comunhão, Deus nos dá o dom de vivenciar sua aliança. Na aliança matrimonial, marido e mulher vivem juntos à luz da Aliança outrora estabelecida por Deus com Israel, Cristo e a Igreja. Cremos que o matrimónio é a semente da família, o núcleo da igreja doméstica, sendo esta um membro essencial da amplitude da Igreja universal.

Cremos que o amor é a nossa missão, e que esta missão é o meio de sermos completamente vivos e alcançarmos a realidade para a qual fomos criados. Acreditamos que este amor deve ser ensinado, compartilhado e comunicado na família e por ela; que é a igreja doméstica. Cremos que a família compartilha a missão de toda a Igreja, e dedicamos esta catequese à explanação desta visão do amor mais detalhadamente.

Share

Últimas notícias

    • Encontro de formação para agentes de preparação para o Batismo

      No dia 12 de Janeiro de 2019, realiza-se no Seminário Nossa Senhora de Fátima em Alfragide um encontro para agentes da Pastoral do Baptismo.

    • E os dois serão uma só carne

      No passado dia 19 de Novembro, foi lançado o livro “E os dois serão uma só carne”, um curso para noivos e reflexões para casais. Este livro foi inicialmente pensado para divulgar os apontamentos que o Pe. Ricardo Neves, pároco do Estoril, usava nos seus cursos para noivos e que muitos outros...

    • 50 anos da Humane vitae: uma boa notícia (continuação)

      (Continuação do texto publicado no Familiarmente de Novembro de 2018) Por outro lado, se a maioria das pessoas não vê como problemático o uso da contraceção, então “Quem poderia reprovar a um governo o fato de ele aplicar à solução dos problemas da coletividade aquilo que viesse a ser reconhecido como...

    • Oração em família - viver o Advento

      Viver o Advento Dezembro é o mês do Nascimento de Jesus, razão da nossa Fé. Este ano, 23 dias do mês, são tempo de Advento, tempo de espera activa pelo grande dia. Um nascimento, requer um arrumar e preparar a casa para acolhermos um filho de Deus.A "casa" é cada um de nós.

    • Advento, tempo de espera de preparação para o acolhimento da nova vida e a celebração do primeiro Natal

      Estamos próximos da celebração do nascimento do nosso Salvador e somos agora convidados a preparar este acontecimento. Este ano, na nossa família, o Natal terá um sabor diferente: é o primeiro após o nascimento da nossa primeira filha, da primeira neta dos nossos pais, da primeira sobrinha dos...

    << < 1 2 3 4 5 > >>

Programa do ano pastoral 2018/2019