IX Encontro Mundial das Famílias

IX Encontro Mundial das FamíliasO Evangelho da Família: alegria para o mundo 

O IX Encontro Mundial das Famílias decorreu de 21 a 26 de Agosto, em Dublin, na Irlanda, onde famílias católicas do mundo inteiro se encontraram com o Santo Padre. Na edição n.º 4316 da Voz da Verdade (9 de Setembro de 2018) pudemos ler alguns testemunhos sobre o que foi este encontro. Foi um belíssimo momento de comunhão mundial, testemunhando a beleza presente na família que, sendo imagem de Deus, é espaço de comunhão de Amor entre os seus membros e para com os outros. De Dublin trazemos a firme esperança de um mundo melhor, transformado pela família, “promessa de um novo Pentecostes” (Papa Francisco, na homilia da celebração de Phoenix Park, 26 de Agosto). 

O Encontro compreendeu 3 dias de Congresso, onde se refletiu e celebrou a Alegria do Amor. A Exortação Apostólica Amoris Laetitia esteve no centro das reflexões, partilhas, testemunhos, celebrações, exposições e espetáculos para toda a família. Nos últimos 2 dias o Papa Francisco associou-se ao Encontro, participando no festival das Familias, em Croke Park Stadium, e na Missa Campal, em Phoenix Park. Estas foram duas belíssimas celebrações da beleza da família e do seu papel central no mundo, como “incubadora” do Amor que se doa e multiplica. 

                           IX Encontro Mundial das FamíliasIX Encontro Mundial das Famílias

                          IX Encontro Mundial das FamíliasIX Encontro Mundial das Famílias

                                                        Algumas fotos do encontro do Papa com as Famílias em Croke Park

Neste número partilhamos convosco algumas ideias que foram transmitidas no Congresso, que abordou temas tão diversificados como os desafios na transmissão da fé, a opção primeira pela vida, grupos de partilha de vida, violência doméstica, dependências, ecologia, acolhimento à comunidade LGBT, ultrapassar o sofrimento, mediação familiar, impacto das tecnologias na família, migração forçada, ou o papel do desporto. Caso tenham interesse, sugerimos ainda a visita ao site vatican.va para ler os discursos e homilias proferidos pelo Papa Francisco durante a sua visita à Irlanda.

Olhar para Jesus, o compromisso com o matrimónio como caminho para a alegria

 

IX Encontro Mundial das Famílias

Nesta sessão refletiu-se sobre o poder do amor, que se aprende na família. É na família que aprendemos a doar-nos e a acolher o outro, respeitando-o na plenitude do seu ser - à semelhança do amor de Jesus pela Igreja, que é pleno, fiel e fecundo.

Foi salientado o papel evangelizador da família, referindo que o mundo necessita de casais e de famílias comprometidas, que vivam e anunciem o Evangelho no seu dia a dia, dando um testemunho de vida coerente e alegre. Destacamos o testemunho marcante de um casal mexicano que perdeu 2 dos seus 4 filhos num acidente de automóvel e que encontrou na comunidade cristã o conforto e a esperança que lhes permitiu viver o luto e reencontrar a alegria, sendo hoje uma família que se reconhece feliz pelo seu dom da vida bem como dos filhos e netos. 

O matrimónio é um dom de Deus e é um caminho para a alegria, que deve ser promovido e testemunhado. Mesmo no meio das tribulações, os casais são chamados a permanecer fiéis e alegres, apoiados pelas comunidades cristãs onde se inserem. Para que isto seja possível, precisamos de famílias atentas umas às outras, que se constituam como redes de apoio e de partilha. 

Apresentar a Graça de Deus à família humana

IX Encontro Mundial das Famílias

Nesta sessão falou-se sobre Teologia da comida! Num estilo muito divertido e de uma forma inovadora, o pe. Leo Patalinghug (USA), que também é Chefe de Cozinha, mostrou como podemos “apresentar a Graça de Deus à Família humana”, fazendo uma analogia entre o papel missionário da Igreja e a arte da culinária.

Para isso, confecionou uma refeição com que alimentou todos os presentes e durante o processo deixou-nos três ideias chave:

  1.  A arte do empratamento - a Graça de Deus tem de ser apresentada como um belo prato que abra o apetite, que fome de Deus;
  2. Facilitar a digestão – é necessário apresentar a Graça de Deus em doses que possam ser apreciadas por cada pessoa, treinando-a para poder desejar provar cada vez mais (antes de comer o bife, todos nós começámos por comer coisas moles...)
  3. Assegurar uma alimentação equilibrada - Se não formos nós a alimentar a nossa família, outros fá-lo-ão por nós (e raramente farão as melhores escolhas). Cabe às famílias e às comunidades cristãs assumir o controlo e não dar espaço a que o Mal decida por nós.

Criemos, pois, esta fome de Deus, da sua Graça e da sua Palavra, e alimentemo-nos regularmente com a Eucaristia que nos envia em missão: levar Cristo ao mundo.

Quem lava os pratos na tua casa?

Os pequenos gestos têm um papel importantíssimo na felicidade das famílias (Cf. AL104) – uma caricia, um obrigado, desculpa ou com licença, a partilha de tarefas domésticas (como a lavagem dos pratos), etc. Nesta sessão escutámos a partilha de 3 casais sobre como no quotidiano podemos ser testemunho da plenitude de amor que é a Santíssima Trindade, à imagem de quem somos criados. A família é ícone desta comunhão plena de amor, e é no cuidado de um para com o outro que o testemunhamos, praticando o perdão, a gratidão e o respeito pelo dom que o outro é para mim. 

Usemos, pois, as três palavras chave da harmonia familiar: obrigado, desculpa e com licença!

IX Encontro Mundial das FamíliasIX Encontro Mundial das Famílias

Feira Familiar

“Como lidar com a dor e sofrimento no casamento” 

IX Encontro Mundial das FamíliasÉ essencial uma boa preparação para o matrimónio e o acompanhamento aos casais para que possam fortalecer as relações e ultrapassar as crises, pois ao longo da vida o casal passa por diversos momentos de crise, como questões de saúde, financeiros, luto, infidelidade, violência, sexualidade e intimidade ou infertilidade.  

Quando as crises surgem, é muito importante que os casais dialoguem entre si e, se necessário, decidam procurar ajuda externa. Podem fazê-lo junto de terapeutas da família, e procurando grupos de acompanhamento na sua comunidade.

Que crises vivo eu na minha família? O que faço para as ultrapassar?

 

Como levar a minha família ao céu?

A propósito do chamamento à Santidade, fomos interpelados pela questão “como posso levar a minha família para o céu?”. 

Nesta sessão foi recordado que o mal sabe apresentar-se de uma forma que pode ser apelativa e a tentação está sempre à nossa volta. Mas fomos criados por Amor e para o Amor. Na Sua misericórdia, Deus veio ao encontro do Homem, encarnando pelo Seu Filho, que se entregou para salvar a mim, a ti e a todos nós. É no encontro pessoal com Cristo que nos santificamos e conhecemos a plenitude da Graça de Deus. Salvo por Cristo, tenho a missão de colocar meus dons ao serviço dos irmãos, chamando-os a este encontro com o Bem, o Bom e o Belo. Pela coerência do meu testemunho e pela prática do mandamento do amor, posso ser ponte que facilita o acesso do outro ao encontro com Cristo.

Pensemos pois - E eu? Quais são os meus dons? Como os ponho a render para dar a conhecer aos outros o Amor de Deus e os ajudar no seu caminho de santidade?

IX Encontro Mundial das Famílias

Encontro de alguns dos portugueses presentes no Encontro Mundial das Famílias

A Família: A chave para a paz num mundo turbulento

Destacamos ainda a intervenção do Núncio apostólico na Síria, cardeal Mario Zenari, que apresentou um relato dramático da guerra e perseguição vivida na Síria e mostrou o papel essencial das famílias e da Igreja na resposta a este flagelo.

Na Síria, desde 2011, 500.000 pessoas foram assassinadas e 1 milhão e meio foram feridos, entre os quais, muitas crianças. Num testemunho marcante que nos relatou os últimos momentos de vida de algumas destas crianças, o cardeal Zenari expressou o total repúdio perante a violência, inaceitável em qualquer forma perante qualquer pessoa, e que nos choca terrivelmente, ainda mais quando as suas vítimas são crianças. 

No meio da miséria vivida nesta região do mundo, o cardeal louvou a admirável expressão da misericórdia, pela qual as famílias se apoiam partilhando o pouco que ainda têm. Aqui a Igreja está presente, à imagem de um hospital de campanha, oferecendo o consolo e esperança perante a fragilidade da vida, e oferecendo apoio às necessidades materiais de tantos que têm caído na miséria da solidão, da fome, do desalojamento e do luto.

O cardeal Zenari tem também acompanhado o sofrimento de muitas mães estrangeiras cujos filhos perderam a vida na guerra da Síria - mães que choram a perda dos seus filhos mas também por imaginarem o sofrimento que estes causaram a outras famílias. Também aqui a Igreja tem de ser um hospital de campanha, nas nações que de alguma forma têm jovens a combater em conflitos militares.

 IX Encontro Mundial das Famílias

A Arena familiar

Rezemos por todas as famílias, mulheres e crianças que vivem a miséria da guerra, pedindo a esperança da paz para toda a humanidade. 

Até 2021, em Roma!

IX Encontro Mundial das Famílias

Celebração de Encerramento em Phoenix Park

O próximo Encontro Mundial das Famílias será realizado em Roma em 2021. Deixamos desde já o convite para que se juntem a nós com a vossa família.