PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

A.C.I. (Acção Católica dos Meios Sociais Independentes)

A Acção Católica surge por decisão do Papa Pio XI, em resposta às primeiras intuições sobre a necessidade da organização de um apostolado laical.Esse apostolado foi depois estruturado em diversos Movimentos Apostólicos de Meios ( do semelhante para o seu semelhante).

A A.C.I. é pois o chamamento dos leigos do Meio Independente à cooperação concertada com a Hierarquia da Igreja. Implica empenhamento na vida quotidiana, com base na doutrina do Evangelho e na Mensagem de Cristo.

O seu método de trabalho é :

  • Ver ( Que o nosso olhar seja o Teu olhar )
  • Julgar ( Que o nosso discernir seja fruto da Tua Palavra )
  • Agir ( Que o nosso agir seja seguir-Te )

As reuniões desenrolam-se normalmente em três tempos:

  1. oração e meditação do Evangelho,
  2. aprofundamento do Plano de Trabalho cujo tema é anual ou, pontualmente, trabalho a partir dum acontecimento da vida.
  3. Revisão de Vida - espaço para abrirmos à luz da Palavra de Deus o concreto da nossa vida e para, com a ajuda da equipa, progredirmos no caminho da perfeição cristã.

Apesar de o movimento não estar directamente ligado ao âmbito da Pastoral Familiar, sendo a família o ambiente em que vivemos, ela é automaticamente o primeiro local de apostolado. Assim, de facto, temos tido vários temas anuais relacionados com a família, como por exemplo: "Dinamismos cristãos da família"; "Escolher a vida"; "Anunciar a Esperança"; "A família e a sociedade", e outros.

Obras e Movimentos com intervenção na Pastoral Familiar

A pastoral familiar é também concretizada através das obras movimentos que nesta diocese realizam a sua ação de acordo com o seu carisma. De entre as diversas obras e movimentos  presentes no Patriarcado de Lisboa apresentamos alguns que colaboram na construção e educação da família:

Movimento por um lar Cristão

Movimento por um lar Cristão“As Famílias devem ser Apóstolas das Famílias [ensinava Mons Joaquim Alves Brás] com o seu exemplo, com a sua oração e com a sua ação. Estas famílias apóstolas devem começar por si mesmas, isto é, exercer o apostolado dentro da própria família”.

A Família como comunidade de vida e de amor, na individualidade de cada uma das suas diferentes pessoas em ato doação mútua na unidade da sua relação em permanente complementaridade, é reflexo e imagem da Santíssima Trindade. A Sagrada Família encarna, vive e transmite o projeto de Deus para a família humana e revela-nos a sua dimensão transcendente. Esta dimensão invisível tanto em Nazaré, como hoje nas nossas próprias famílias, torna-se visível aos olhos da Fé.

Continuar... Movimento por um lar Cristão