PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

Concurso de Presépios | Familiarmente Janeiro 2020

CONCURSO DE PRESÉPIOS

 

“O SINAL ADMIRÁVEL do Presépio, muito amado pelo povo cristão, não cessa de suscitar maravilha e enlevo. Representar o acontecimento da natividade de Jesus equivale a anunciar, com simplicidade e alegria, o mistério da encarnação do Filho de Deus. De facto, o Presépio é como um Evangelho vivo que transvaza das páginas da Sagrada Escritura. Ao mesmo tempo que contemplamos a representação do Natal, somos convidados a colocar-nos espiritualmente a caminho, atraídos pela humildade d’Aquele que Se fez homem a fim de Se encontrar com todo o homem, e a descobrirmos que nos ama tanto, que Se uniu a nós para podermos, também nós, unir-nos a Ele.”

Com estas palavras do papa Francisco retiradas da sua carta apostólica “Admirabile Signum”, queremos agradecer a todas as famílias que participaram neste concurso, partilhando as expressivas imagens dos seus presépios. 

Estão todos de parabéns!

O júri determinou que a família Costa, de Carcavelos, é a vencedora

Concurso de Presépios | Familiarmente Janeiro 2020

 

"Na nossa família vivemos o tempo de Natal com muita intensidade, espiritual e socialmente falando. O presépio ocupa um lugar central em casa. Para o primeiro domingo de Advento arma-se a base do presépio. Em cima, é colocada a coroa de Advento para servir de luz para a oração que fazemos em família, à noite, durante esta época litúrgica.

Até ao dia 8 de Dezembro vamos colocando novos elementos no presépio: o fundo, a cabana, as luzes, as imagens, o musgo, as pedrinhas e um conjunto de mini cerâmicas que fazem memória da família mais alargada.

Na véspera de Natal, colocamos plantas fresquinhas e, antes da Ceia, a imagem do Menino Jesus, acompanhada de uma oração. O presépio, agora completo, acompanha-nos até à Epifania.

O dia das arrumações é sempre nostálgico... A imagem do Menino Jesus é a primeira a ser retirada do presépio. Faz-se uma oração, dá-se o Menino a beijar e guarda-se o mesmo num lugar de destaque.

Depois do presépio desarmado, apesar de um espaço vazio em casa, os corações estão cheios de esperança no Novo Ano, pois o Menino continua a habitá-los."

Parabéns Família Costa (Carcavelos)!

 

 

 


 Ainda na rubrica do Familiarmente deste mês de Janeiro:

Educar Com Liberdade

Embarcar Juntos Numa Bela Aventura

Um Lugar de União

A Beleza e o Mistério que é Educar um Filho | Familiarmente Dezembro 2019

Escola de Pais – II

A BELEZA E O MISTERIO QUE É EDUCAR UM FILHO

Um filho põe à prova a humanidade do pai e da mãe. Exige comunhão, um dos maiores desafios: aceitar o outro, confiar, perdoar, saber que é melhor a dois, mesmo quando parecem prevalecer fragilidades e interrogações. Qual é o ponto de partida desta missão singular?

Continuar... A Beleza e o Mistério que é Educar um Filho | Familiarmente Dezembro 2019

Educar Com Uma Proposta | Familiarmente Dezembro 2019

EDUCAR COM UMA PROPOSTA

Talvez o maior desafio da educação dos filhos, principalmente na idade da adolescência e da juventude, venha do facto de o Amor só existir na liberdade. Não podemos obrigar os nossos filhos a amar, porque o Amor é precisamente a realização totalmente livre do bem! Queremos que eles façam o bem para serem felizes, mas rapidamente percebemos que tentar obrigá-los não funciona mesmo (e muitas vezes até funciona ao contrário).

Continuar... Educar Com Uma Proposta | Familiarmente Dezembro 2019

Vocação e Família - Na minha vida, inseparáveis | Familiarmente Dezembro 2019

Vocação e Família - Na minha vida, inseparáveisVocação e Família - Na minha vida, inseparáveis | Familiarmente Dezembro 2019

 

 

Olhar para a história que Jesus tem vindo a fazer comigo nestes 22 anos leva-me sempre a olhar para a minha família. Desde os dois meses, os meus pais, que já tinham duas filhas (depois de mim veio a terceira rapariga), pediram à Igreja que fosse batizado, confirmando assim aquela que é a minha, e de toda a Igreja, primeiríssima vocação: ser filho de Deus.

Durante muitos anos fui habituado a ir à Missa em família todos os Domingos, a rezar à noite a Jesus, ou a rezar o terço a caminho do colégio. Fui sendo educado na fé pelos cinco e, a minha mãe e uma das minhas irmãs até chegaram a ser minhas catequistas. Pelo meio, com doze anos incentivaram-me a ser acólito na paróquia, em Sintra.

Já no secundário e na faculdade, as minhas irmãs foram decisivas, insistindo comigo, para fazer parte das Equipas de Jovens de Nossa Senhora (EJNS) e da Missão País, numa altura em que não era o que mais me apetecia (hoje agradeço muito a Deus por isso).

Nos três anos da licenciatura, já tendo entrado para as EJNS e com as três Missões que fiz, fui percebendo que Jesus me chamava a entrar no Seminário e, se assim se for confirmando, a ser padre. Nunca me esqueço quando a meio do curso, a minha mãe me deixou atrapalhado ao perguntar-me: “Bernardo, quer ser padre?” Na altura não fui capaz de expressar o desejo que começava a surgir com muita força no meu coração.

Hoje, no Seminário, a família continua a fazer-se presente, a ser um apoio e também a mostrar-me Jesus, que neles Se mostra. Entre outras maravilhas, estar a seguir aqui Jesus tem-me dado um coração agradecido com a família que tenho.

 

Bernardo Marques Pinto 

 


 Ainda na rubrica do Familiarmente deste mês de Dezembro:

A Beleza e o Mistério que é Educar um Filho

Educar com uma Proposta

Concurso de Presépios 2019

Próximos eventos

08Fev.
Sáb. Fev. 08, 2020 @09:00 - 06:00PM
Jornada Diocesana de Agentes de Pastoral Familiar
19Mar.
Qui. Mar. 19, 2020
Dia do Pai
25Mar.
Qua. Mar. 25, 2020
Dia da Criança Concebida
26Mar.
Qui. Mar. 26, 2020
Quaresma em Família
03maio
Dom. maio 03, 2020
Dia da Mãe