PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

Criança hoje, homem amanhã

Criança hoje, homem amanhãNo passado dia 1 celebrámos o Dia Mundial da Criança, data em que as crianças são o centro das atenções. Organizam-se habitualmente diversos eventos e atividades para as crianças, de forma a celebrar o Dia Mundial da Criança, embora a data de comemoração seja diferente de país para país.

Em Portugal, o Dia Mundial da Criança normalmente impulsiona atividades como visitas escolares, leitura de textos, declamação de poemas, desporto, desenho, etc. Há frequentemente novos programas televisivos e as livrarias oferecem descontos em livros infantis, os parques de diversões e locais de festas para crianças enchem.

Tudo parece ser festa e a criança é o centro de todas as iniciativas.

Será bom, porém, que os adultos se empenhem em oferecer às crianças de hoje – homens e mulheres de amanhã – uma perspetiva social, de forma a evitar egoísmos e a incentivar a partilha.

Um bom exemplo que pode envolver as crianças foi o que registámos muito pontualmente neste ou naquele local de recolha de alimentos para o Banco Alimentar: a presença de algumas crianças no passado fim-de-semana contribuiu para que aumentassem quase 4% os donativos ao Banco Alimentar. Foram recolhidas mais de duas mil toneladas de alimentos – número que supera a campanha de Maio do ano passado. Afinal há também muitas crianças que são destinatárias dos alimentos aqui recolhidos.

Será importante acreditar que o compromisso dos adultos de hoje – família, padrinhos e educadores em geral – se tem de revelar como promotores de justiça, na defesa de crianças e adolescentes, de pessoas com necessidades especiais, de pobres e de idosos e do meio ambiente.

Ao inverso do que aqui testemunhamos, ficamos preocupados com o facto de muitos quererem percorrer um caminho fácil para encontrar a felicidade e a New Age (Nova Era) é perigosamente uma nova maneira de estar no mundo. Porque, em nome de um profundo conhecimento de Deus, acaba por distorcer a Sua Palavra, substituindo-a por palavras que são apenas humanas.

Alerta então aos adultos de hoje sobre esta onda de um orgulhoso individualismo, centrado num endeusamento imanente do próprio ego, que significa a adoração de si mesmo.

É este pois o perigo de se celebrar o Dia Mundial da Criança de uma forma absolutamente material, sem se apontar os valores humanistas e em especial numa atenção e dedicação em partilha com os mais desfavorecidos.

Formar crianças para a vida é, afinal, um desafio que se torna absolutamente empolgante quando constatamos o desabrochar da semente que cada um foi regando, numa formação educativa empenhada e socialmente responsável.

Texto escrito por diác. JPauloRomero, publicado na rubrica Familiarmente do Jornal Voz da Verdade de 14 de Junho de 2015 

Artigos da rubrica Familiarmente deste mês:

Share

Próximos eventos

25Mar.
Seg. Mar. 25, 2019
Dia da criança concebida
30Mar.
Sáb. Mar. 30, 2019
Retiro para namorados
05Abr.
Sex. Abr. 05, 2019
Retiro Esperança de Ana
05maio
Dom. maio 05, 2019
Dia da Mãe
12maio
Dom. maio 12, 2019
Semana da Vida