PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

O Rito do Matrimónio: celebração do fiel, fecundo e pleno - Familiarmente de Abril 2019

O Rito do Matrimónio: celebração do fiel, fecundo e pleno

300

A celebração matrimonial é uma autêntica consagração do amor dos esposos a Deus. Homem e mulher celebram um sacramento que se pretende que seja sinal do amor de Deus no mundo e para o mundo, tornando-se também assim participantes no projeto criador de Deus.

 Acreditam que não é apenas uma decisão humana, ou uma inevitabilidade que a sociedade aponta, mas é uma graça divina.

E essa graça divina tem as suas características, as características do amor de Jesus à sua Igreja, que estão também elas presentes no sacramento do matrimónio. Um amor incondicional, fiel e fecundo. Os casais cristãos são chamados através do seu amor, da sua história, a testemunhar no concreto da sua vida, no mundo de hoje, como Deus ama o seu povo.

Colocamos nas mãos de Deus o nosso amor, e com Ele, vamos caminhando, aperfeiçoando-nos, modelando-nos, para chegarmos à plenitude. É preciso ceder, ter paciência, deixar de lado o egoísmo, é preciso desejar e trabalhar para que Jesus nos inspire a ser a cada dia melhores.

Só assim podemos viver um amor incondicional, que deseja para o outro e assim inevitavelmente para si, um amor pleno. Um amor que vive da fidelidade, na opção diária de escolher o outro, de permanecer junto dele. Um amor que persevera, que não desiste de amar, como Jesus não desistiu, nem se cansou de amar a Sua Igreja. Um amor que é fecundo, uma fecundidade que vai para além dos filhos, uma fecundidade que se realiza quando o casal contribui com a Igreja e com a sociedade, quando é na terra construtor do Reino de Deus.  

Acreditando que a celebração do matrimónio não se esgota no dia do matrimónio, mas que tudo começa aí, acreditamos que é preciso continuar a celebrar a cada dia este amor, a edificá-lo, a fortalecê-lo. O caminho nem sempre é fácil, tem os seus momentos de dureza, e por isso é importante cuidar deste amor, para que ele viva sempre com estas características presentes.

Na Igreja existem propostas e grupos que têm em vista ajudar os casais na preparação para o matrimónio, mas também e cada vez mais, grupos que permitem aos casais rezar a sua vocação, para melhor viverem a sua conjugalidade e os desafios que as famílias atualmente enfrentam. Também assim suportam-se e centram a sua vida em Deus, quando a vida e a sua rotina, quer afastar dessa centralidade.

Na nossa história, procuramos todos os dias encontrar formas de viver a fidelidade, a fecundidade e a plenitude do matrimónio, mas também de celebrá-lo todos os dias, nas pequenas e nas grandes coisas. Recentemente e no âmbito de mais um aniversário de casamento, para celebrar a nossa história e o nosso amor, pusemo-nos ao caminho os dois, com Jesus a guiar os nossos passos, rumo a Santiago de Compostela. Porque acreditamos que é neste despojamento, que é neste retirarmos-mos do dia-a-dia, que voltamos ao essencial e encontramos com Jesus a força para continuarmos a ser sinal do Seu amor e a sermos fiéis à nossa vocação e ao projeto de amor que Deus tem para nós.  

 

Rita e João Pedro

 


Ainda na rubrica do Familiarmente deste mês de Abril:

Retiro «Vinha de Raquel»

Oração em Família

Próximas actividades 

Share

Próximos eventos

03maio
Dom. maio 03, 2020
Dia da Mãe
10maio
Dom. maio 10, 2020
Semana da Vida
07Jun.
Dom. Jun. 07, 2020
Festa Diocesana da Família