PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

A tempo e horas …

A tempo e horas …Porque andamos a correr, perdendo imensas oportunidades de viver uma vida com sentido?

Porque será que marido/mulher não melhoram o tempo de diálogo, na sua missão de casal e no fiel compromisso de se assistirem na saúde e na doença, na abastança ou na pobreza, todos os dias da sua vida?

Porque haverá tantos pais que olham mais para o seu telemóvel ou tablet, em vez de olharem os seus próprios filhos nos olhos, desprezando a sua missão de educar no amor? Deixam assim de criar momentos de intimidade e de partilha que poderiam gerar confiança.

Ainda estamos a tempo! 

Porque é preciso chegar a horas…

Chamem os sociólogos e psicanalistas para se perceber porque há tantos casais que têm de começar o dia com um café bem forte para despertar, para ganhar coragem, para dar início às tarefas diárias. E o mais marcante é que estes inícios artificiais não transmitem a natural alegria de viver, a alegria de criar e descobrir para partilhar. Então não chegarão a tempo e horas, mesmo que cheguem à hora marcada!

Olhemos então melhor para a família, que hoje não é tratada como uma realidade importante para a sobrevivência da sociedade: ainda muitos desconhecem que a AMORIS LAETITIA (A Alegria do Amor) apresenta a posição do Papa Francisco num discernimento dinâmico sobre a Família. É preciso anunciar que nesta exortação apostólica um dos pontos altos é a proposta cristã do matrimónio, a qual carece de uma caminhada de amor verdadeiro para corresponder ao ideal cristão.

E em jeito de pistas reflexivas poderíamos apontar caminhos que façam crescer nas famílias sentimentos tão importantes como o afeto, o respeito, a honra, a compreensão ou a tolerância:

- Partirás a tempo e horas quando te empenhares na construção da paz na tua família e com os teus pares na escola ou no local de trabalho.

- Irás a tempo e horas quando praticares a justiça que brote como uma fonte no meio do deserto, fazendo com que a liberdade ganhe raízes e espaço no coração de cada homem. 

- Chegarás a tempo e horas quando criares oportunidades para dar glória a Deus, construindo momentos de oração de louvor numa evangelização contagiante.

- Estarás a tempo e horas quando praticares obras de misericórdia, proporcionando aos teus e ao mundo o anúncio das maravilhas de Deus na partilha do maior dom que te foi dado: a vida!

Afinal, somos empenhados, ou somos indiferentes? Esta é a questão mais profunda que nos deve interpelar para que o coração de cada um viva o sentido de missão que nos é proposto pelo nosso Bispo e que é referido pelo Papa Francisco tantas vezes e por tantos destinos nas suas viagens apostólicas.

Diác. JpauloRomero

Share

Próximos eventos