PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

Um lar para o coração ferido

Um lar para o coração feridoAtualmente muitos enfrentam situações de sofrimento resultantes da pobreza, das deficiências, das doenças, das drogas, do desemprego e da solidão vivenciada pelos idosos. Além disso, o divórcio e as questões dos indivíduos com atração por pessoas do mesmo sexo impactam a vida das famílias de distintas e intensas formas. As famílias cristãs e os grupos familiares deveriam ser fontes de misericórdia, segurança, amizade e apoio para aqueles que lutam com estas questões.

Continuar... Um lar para o coração ferido

A Alegria do Evangelho

A Alegria do EvangelhoEm pleno caminho sinodal, a catequese doméstica deste mês apresenta a exortação que serve de instrumento de trabalho para esta etapa que a Diocese de Lisboa está a viver. Falamos de “A Alegria do Evangelho”, a primeira exortação apostólica do Papa Francisco. Trata-se de um documento que há-de conduzir a vida da Igreja nos próximos tempos, tal como diz o Papa: «Não ignoro que hoje os documentos não suscitam o mesmo interesse que noutras épocas, acabando rapidamente esquecidos. Apesar disso sublinho que aquilo que pretendo deixar expresso aqui, possui um significado programático e tem consequências importantes. Espero que todas as comunidades se esforcem por usar os meios necessários para avançar no caminho de uma conversão pastoral e missionária, que não pode deixar as coisas como estão. Neste momento, não nos serve uma “simples administração”. Constituamo-nos em “estado permanente de missão”, em todas as regiões da Terra» (EG 25).

Continuar... A Alegria do Evangelho

O Evangelho da Vida

O Evangelho da VidaA Encíclica «Evangelium Vitae», sobre o valor e a inviolabilidade da vida humana, foi escrita pelo Papa João Paulo II e apresentada à Igreja na solenidade da Anunciação do Senhor, a 25 de Março de 1995. Na base desta encíclica está uma profunda reflexão enriquecida com Consistório Extraordinário dos Cardeais de 1991 e do contributo do episcopado de cada país do mundo.

Continuar... O Evangelho da Vida

Catequese doméstica sobre a diminuição da fecundidade

Catequese doméstica sobre a diminuição da fecundidadeNeste tempo de Advento em que esperamos esta grande alegria que é o nascimento do Salvador (cf. Lc 2, 11), propomos uma reflexão sobre a fertilidade. Ontem uma tia contava-me que nos anos sessenta, na rua da pequena vila onde morava, conviviam cerca de 50 crianças, pois cada casal tinha muitos filhos. Hoje constata que em toda a vila não existem essas mesmas 50 crianças, sinal e consequência do envelhecimento que se vive na sua vila. Esta constatação provavelmente pode ser observada por muitos dos leitores, que nos seus bairros, vilas ou aldeias assistem a uma situação semelhante, e que traduz a redução do número médio de filhos por mulher que se operou nos últimos 40 anos. De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Nacional de Estatística sobre a evolução da taxa sintética de fecundidade em Portugal, se em 1970 esta média se cifrava nos 3 filhos por mulher, em 2013 esta média situa-se em 1,21 (o valor mais baixo em toda a União Europeia), valor muito inferior aquele que se considera necessário para manter a renovação das gerações (2,1). Esta informação estatística diz-nos que estamos neste momento num período de acentuado decréscimo e envelhecimento da população, o qual só não é mais célere devido aos efeitos da imigração.

Continuar... Catequese doméstica sobre a diminuição da fecundidade

Jesus, um exímio contador de estórias

Jesus, um exímio contador de estóriasJesus falava do seu mundo como o mundo de Deus, como o Reino, ou seja como a família emergente de Deus. E nestas abordagens Ele apresentou novas situações, novas maneiras de sentir para abrir o coração e o espírito de muitos que o ouviam, através de parábolas.

Por aquelas bandas alguns achavam que o homem anunciado por João, o Baptista, iria aparecer como um rei, outros imaginavam que ele apareceria como um general acompanhado de uma grande escolta; outros ainda pensavam que ele era uma pessoa riquíssima que viria numa elegante carruagem, com inúmeros servos. Todos o aguardavam ansiosamente. Porém, na sua verdadeira simplicidade, ninguém reparou nele pelo seu aspeto, mas apenas pela sua Palavra.

Continuar... Jesus, um exímio contador de estórias

O Domingo

O DomingoNo Domingo celebra-se semanalmente a ressurreição de Cristo, eixo fundamental da história, que marca o tempo e revela o seu sentido profundo. Contudo, a vivência do Domingo tem vindo a ser transformada na sociedade, passando a ser substituído pelo conceito de fim-de-semana, período alargado composto por Sábado e Domingo dedicado ao exercício de atividades de lazer, políticas, desportivas, entre outras, mas que não passa necessariamente pela centralidade da eucaristia e do louvor a Deus. Como tal, urge santificar o Domingo, aprofundando o seu sentido verdadeiro de fazer festa no Senhor.

Continuar... O Domingo

Vinde e vede

Vinde e vedeJesus dirigiu-se aos discípulos com o chamamento “vinde e vereis” (Jo 1, 39). Convocou-os para descobrir a Boa Nova do Reino de Deus. Ele, que é de condição divina, fez-se homem (cf. Fl 2, 6-8) para revelar Deus ao Homem, o principio e fim para o qual todos fomos criados.

Continuar... Vinde e vede

Próximos eventos

26Jul.
Qui. Jul. 26, 2018
Dia dos avós
22Ago.