PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

Testemunho do vencedor do concurso: 5 anos de familiarmente

Ao celebrar 5 anos da rubrica familiarmente, lançámos um concurso para assinalar esta data, pelo qual recebemos belos testemunhos do que é ser família cristã. Agradecemos a todos os participantes e damos os parabéns à família Santos, vencedora do concurso, cujo testemunho publicamos.

Testemunho do vencedor do concurso: 5 anos de familiarmenteSomos a família Santos. Somos 3 irmãos, a mãe e o pai. O nosso agregado que de semana é de cinco, aos domingos triplica porque não dispensamos a companhia dos dos avós, dos primos. das namoradas e dos cães.

Continuar... Testemunho do vencedor do concurso: 5 anos de familiarmente

A leitura e a escrita

A leitura e a escrita“À primeira vista, a realidade é desanimadora: Portugal está na cauda da Europa em relação à leitura: (…) o número de pessoas que leu pelo menos um livro nos últimos doze meses mal ultrapassa os 40%, numa tabela em que se destacam os países do norte da Europa e que a Suécia lidera com mais de 80% de respostas positivas. Uma em cada três pessoas confessa nunca ter lido jornais (…)”. In Revista do Montepio, Verão 2013

Continuar... A leitura e a escrita

Um olhar sobre a celebração das bodas matrimoniais

Um olhar sobre a celebração das bodas matrimoniaisO matrimónio cristão é uma bênção de Deus, que nos convida a amar como Ele ama, a uma entrega total pelo outro procurando constantemente o seu bem, sem reservas, tal como Jesus o fez pela sua esposa, a Igreja.

Na Festa da Família recebemos o testemunho de muitos casais que celebravam as suas bodas matrimoniais de 10, 25, 50 ou mais anos de casamento. Consideramos que celebrar o aniversário durante a celebração eucarística comunitária é uma prática muito bela e que deveria ser corrente, pois transmite o testemunho da fidelidade e indissolubilidade do matrimónio, bem como da fecundidade que brota do seu exemplo de vida cristã. Sentimos grande alegria por ver que, apesar de tudo o que se ouve e vê, “é possível” chegar lá.

Continuar... Um olhar sobre a celebração das bodas matrimoniais

Celebrar 25 anos de matrimónio

Celebrar 25 anos de matrimónioEu sou o Zé Manel, tenho 49 anos e sou natural de Ribafria, Alenquer.

Eu sou a Elisabete, sou do Sobral de Monte Agraço, tenho 47 anos e namoramos há 30 anos, 25 dos quais casados, temos dois filhos, o Samuel de 22 anos, noviço a Dirigente do CNE. A Mariana de 17, pioneira nos escuteiros. Moramos no Sobral.

Continuar... Celebrar 25 anos de matrimónio

Celebrar 50 anos de matrimónio

Celebrar 50 anos de matrimónioNo dia 18 de outubro do corrente ano, se Deus nos deixar lá chegar, celebramos as Bodas de Ouro matrimoniais.

Quis Deus que nos conhecêssemos, pela primeira vez, no dia 31 de maio de 1962, em dia de Quinta-feira da Ascensão do Senhor. Cerca de dois anos e meio depois, a 18 de outubro de 1964, com graça do Espírito Santo, casámos na Capela de Nossa Senhora da Graça em Martim-Joanes, paróquia de Pêro Moniz, concelho de Cadaval.

Continuar... Celebrar 50 anos de matrimónio

Celebrar o mistério pascal em família

Celebrar o mistério pascal em famíliaCelebrar o mistério pascal tem implicado nos últimos anos pormo-nos ao caminho, trilhando em Igreja, os caminhos de Fátima. Como Maria, aproximamo-nos de Jesus e vivemos o espírito de serviço e de amor aos outros. Fazer esta experiência de peregrinação, com início na Semana Santa, tem sido viver o Evangelho no concreto da nossa vida de casal e encontrar tantos sinais da Sua presença, pois implica por vezes sermos Simão de Cirene, ajudando outros a carregar a sua cruz, outras vezes são outros a serem para nós esse suporte, ajudando-nos a carregar as cruzes que nos pesam no coração. Às vezes é deixarmo-nos tocar por aqueles que são Verónica e nos limpam o rosto, do cansaço ou das lágrimas. É Jesus o nosso companheiro de caminho e com Ele percebemos e vivemos a dimensão infinita do Amor.

Continuar... Celebrar o mistério pascal em família

A alegria brota da gratidão

A alegria brota da gratidãoNo passado Domingo a minha avó fez 80 anos. Ela está atualmente numa residência sénior, na qual recebe o apoio especializado que necessita em função das suas debilidades físicas e que infelizmente não lhe podemos oferecer permanentemente em nossa casa. Contudo ao Domingo, é costume termos um almoço em família após a missa, e vamos buscá-la para passar a tarde connosco. Ela, que sempre foi muito faladora, agora passa a maior parte do tempo em silêncio, absorta nos seus pensamentos, mas escutando o que dizemos. No entanto, faz muito boa companhia e gosta muito de “mudar de ares” e sair do lar para vir a casa.

Continuar... A alegria brota da gratidão

Equipas de Santa Isabel: Acompanhar pastoralmente os "recasados"

Equipas de Santa Isabel: Acompanhar pastoralmente os A situação psicológica e espiritual dos “recasados”

Acabo de escrever este título e dou comigo a pensar que esta pode ser uma maneira infeliz de abordar a questão. Na verdade, psicologicamente e talvez mesmo espiritualmente, aquele que volta a casar faz isso porque entende que a primeira vivência do matrimónio foi falhada e constitui um acontecimento que morreu. Deixou, porventura sequelas, criou compromissos irrevogáveis, deixou em aberto deveres de justiça e caridade, mas enquanto matrimónio propriamente dito, morreu.

Continuar... Equipas de Santa Isabel: Acompanhar pastoralmente os "recasados"

Próximos eventos

27Out.
Sáb. Out. 27, 2018
Forum Wahou!
27Out.
Sáb. Out. 27, 2018 @15:00 -
Caminhada pela Vida
10Nov.
23Nov.
Sex. Nov. 23, 2018
Retiro da Vinha de Raquel
01Dez.