PASTORAL DA FAMÍLIA

PATRIARCADO DE LISBOA

RSS Feed Facebook Subscreva a nossa Newsletter Contacte-nos

Celebrar 25 anos de matrimónio

Celebrar 25 anos de matrimónioEu sou o Zé Manel, tenho 49 anos e sou natural de Ribafria, Alenquer.

Eu sou a Elisabete, sou do Sobral de Monte Agraço, tenho 47 anos e namoramos há 30 anos, 25 dos quais casados, temos dois filhos, o Samuel de 22 anos, noviço a Dirigente do CNE. A Mariana de 17, pioneira nos escuteiros. Moramos no Sobral.

Continuar... Celebrar 25 anos de matrimónio

Celebrar 50 anos de matrimónio

Celebrar 50 anos de matrimónioNo dia 18 de outubro do corrente ano, se Deus nos deixar lá chegar, celebramos as Bodas de Ouro matrimoniais.

Quis Deus que nos conhecêssemos, pela primeira vez, no dia 31 de maio de 1962, em dia de Quinta-feira da Ascensão do Senhor. Cerca de dois anos e meio depois, a 18 de outubro de 1964, com graça do Espírito Santo, casámos na Capela de Nossa Senhora da Graça em Martim-Joanes, paróquia de Pêro Moniz, concelho de Cadaval.

Continuar... Celebrar 50 anos de matrimónio

Celebrar o mistério pascal em família

Celebrar o mistério pascal em famíliaCelebrar o mistério pascal tem implicado nos últimos anos pormo-nos ao caminho, trilhando em Igreja, os caminhos de Fátima. Como Maria, aproximamo-nos de Jesus e vivemos o espírito de serviço e de amor aos outros. Fazer esta experiência de peregrinação, com início na Semana Santa, tem sido viver o Evangelho no concreto da nossa vida de casal e encontrar tantos sinais da Sua presença, pois implica por vezes sermos Simão de Cirene, ajudando outros a carregar a sua cruz, outras vezes são outros a serem para nós esse suporte, ajudando-nos a carregar as cruzes que nos pesam no coração. Às vezes é deixarmo-nos tocar por aqueles que são Verónica e nos limpam o rosto, do cansaço ou das lágrimas. É Jesus o nosso companheiro de caminho e com Ele percebemos e vivemos a dimensão infinita do Amor.

Continuar... Celebrar o mistério pascal em família

A alegria brota da gratidão

A alegria brota da gratidãoNo passado Domingo a minha avó fez 80 anos. Ela está atualmente numa residência sénior, na qual recebe o apoio especializado que necessita em função das suas debilidades físicas e que infelizmente não lhe podemos oferecer permanentemente em nossa casa. Contudo ao Domingo, é costume termos um almoço em família após a missa, e vamos buscá-la para passar a tarde connosco. Ela, que sempre foi muito faladora, agora passa a maior parte do tempo em silêncio, absorta nos seus pensamentos, mas escutando o que dizemos. No entanto, faz muito boa companhia e gosta muito de “mudar de ares” e sair do lar para vir a casa.

Continuar... A alegria brota da gratidão

Equipas de Santa Isabel: Acompanhar pastoralmente os "recasados"

Equipas de Santa Isabel: Acompanhar pastoralmente os A situação psicológica e espiritual dos “recasados”

Acabo de escrever este título e dou comigo a pensar que esta pode ser uma maneira infeliz de abordar a questão. Na verdade, psicologicamente e talvez mesmo espiritualmente, aquele que volta a casar faz isso porque entende que a primeira vivência do matrimónio foi falhada e constitui um acontecimento que morreu. Deixou, porventura sequelas, criou compromissos irrevogáveis, deixou em aberto deveres de justiça e caridade, mas enquanto matrimónio propriamente dito, morreu.

Continuar... Equipas de Santa Isabel: Acompanhar pastoralmente os "recasados"

Equilíbrio familiar

Equilíbrio familiarNos dias que vivemos, ao refletirmos sobre as realidades Família e Trabalho, pensamos que é algo trivial porque, fazendo do Trabalho o ponto de partida e numa análise rápida e superficial, chegamos à conclusão de que este é indispensável para o sustento da Família e fechamos o assunto. No entanto, não se trata de um exercício fácil e óbvio, quando queremos ir mais fundo e descobrir os verdadeiros desafios que estas duas dimensões trazem à nossa vida: a sua interpenetração, a prevalência da Família sobre o Trabalho e… o “peso” que o próprio Deus lança com a Sua luz, são variáveis decisivas para as conclusões que surjam.

Continuar... Equilíbrio familiar

Semana da Vida

Semana da VidaCabe-nos acolher, defender e promover a Vida que foi depositada nas nossas mãos. Toda a sociedade que não fundamente as suas leis no respeito total pela vida desumaniza-se e cava a sua própria ruína.

Fazer a Festa das Famílias na Diocese de Lisboa é uma forma importante de partilha desta alegria da Vida em Deus, confiando em Cristo, Ele que destruiu a morte e fez brilhar a vida por meio do Evangelho.

Continuar... Semana da Vida

Próximos eventos

26Jul.
Qui. Jul. 26, 2018
Dia dos avós
22Ago.