Autarquias + Familiarmente Responsáveis

Autarquias + Familiarmente ResponsáveisNuma altura em que a sensação de insegurança económica das famílias é grande, em que se anunciam cortes de hoje para amanhã sem pensar no esforço adicional que eles significam para as famílias, ainda há sinais positivos, que importa destacar.

 O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis distinguiu recentemente dezassete municípios portugueses com o título «Autarquia + Familiarmente Responsável 2010».

O OAFR foi criado pela APFN – Associação Portuguesa de Famílias Numerosas – e reconhece, a partir de um inquérito realizado anualmente a nível nacional, as boas práticas das autarquias em matéria de política familiar. Ora da edição de 2009 para a de 2010 nota-se um aumento muito significativo do número de municípios participantes – quase o dobro – e do número de municípios galardoados – 17 municípios, mais quatro que na edição anterior.

“O prémio distingue de uma forma simbólica aqueles que investem na construção de uma política integrada de apoio à família» afirma Ana Cid Gonçalves, membro do Observatório. «O reforço dos apoios às famílias numerosas é fundamental para a construção de um país mais próspero e sustentável em termos sociais mas também económicos» conclui.

O inquérito analisa as políticas de família dos municípios em nove áreas de actuação: apoio à maternidade e paternidade; apoio às famílias com necessidades especiais; serviços básicos; educação e formação; habitação e urbanismo; transportes; cultura, desporto, lazer e tempo livre; cooperação, relações institucionais e participação social; outras iniciativas. São ainda analisadas as boas práticas das autarquias para com os seus funcionários autárquicos em matéria de conciliação entre trabalho e Família.

Os vencedores da 2ª edição deste projecto de âmbito nacional são os municípios de Águeda, Angra do Heroísmo, Cantanhede, Coimbra, Évora, Montijo, Oeiras, Póvoa de Lanhoso, Santarém, Sintra, Tavira, Torres Novas, Torres Vedras, Vila Franca de Xira, Vila de Rei, Vila Real, Vila Real de Santo António. Os merecidos parabéns a todos.

Com este projecto o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis procura desempenhar um importante papel no contexto da economia familiar mas também no combate ao envelhecimento e desertificação, na fonte de enriquecimento através da criação de emprego e no aumento do espírito de iniciativa, dinamismo e estabilidade social.

Se quiser saber quais as medidas adoptadas pela sua autarquia em matéria de apoio à família, consulte www.observatorioafr.org. Note-se que esta iniciativa entronca num trabalho continuado que a APFN vem realizando junto do poder local desde 2002, e que dará tanto melhores resultados quanto maior for o número de famílias numerosas representadas e participantes com a Associação.